Associados

O SENTIDO DA VIDA

(*) Temístocles Telmo Ferreira Araújo

Vida quantos sentidos tu tens?

Conhecer pessoas novas;

Desfrutar de todo o tempo que se tem;

Descobrir o mundo desabrochar a cada instante;

Dar valor ao que se gosta.

Fazer o que se pode.

Estar perto de quem se ama.

Trilhar caminhos.

Marcar objetivos.

Cantar ou ouvir uma música

Ler um livro.

Contar uma piada.

Dar um sorriso!

Dizer que ama!

Amar!

A Organização Mundial de Saúde (OMS) escolheu o dia 10 de setembrocomo o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Nesta data, são realizadas campanhas de conscientização e educação da sociedade, com o objetivo de alertar a população a respeito da realidade do suicídio, bem como suas formas de prevenção.

A primeira medida preventiva do suicídio é a EDUCAÇÃO, ou seja, é preciso falar sobre o assunto, derrubar tabus e compartilhar informações ligadas ao tema.

MITO: Não devemos falar sobre suicídio, pois isso pode aumentar o risco.

VERDADE: Falar sobre suicídio não aumenta o risco; muito pelo contrário. Falar com alguém sobre o assunto pode aliviar a angústia e a tensão da pessoa. (Fonte: Conselho Federal de Medicina).

O suicídio é a busca da morte, como uma libertação para o sofrimento que se torna insuportável. Esta ação voluntária e intencional parte do ponto de vista que a morte significa a salvação e livramento de uma dor insuportável, um mergulho no nada, visão esta acentuada pelo viés materialista que envolve a nossa civilização que desestrutura os relacionamentos afetivos e despersonaliza as pessoas.

A OMS destaca a importância do diálogo para ajudar a pessoa com potencial risco de suicídio. O objetivo é preencher um vazio criado pela desconfiança, desespero e perda de esperança e dar à pessoa um sentido de que as coisas podem mudar. Uma abordagem calma, aberta, de aceitação e de não julgamento é fundamental para facilitar a comunicação.

COMO SE COMUNICAR – Ouvir atentamente e com calma. – Dialogar demonstrando sinais de compreensão e respeito. – Entender os sentimentos das pessoas (empatia). – Expressar respeito pelas opiniões e valores da pessoa. – Conversar honestamente e com autenticidade. – Mostrar sua preocupação, cuidado e afeição. – Focalizar os sentimentos da pessoa.

COMO NÃO SE COMUNICAR – Interromper muito frequentemente. – Ficar chocado ou emocionado. – Dizer que está ocupado. – Tratar a pessoa de maneira a colocá-la numa posição de inferioridade. – Fazer comentários evasivos e pouco claros. – Fazer perguntas indiscretas.

SAIBA QUE você pode conversar com um voluntário do CVV (Centro de Valorização da Vida) ligando para 188 de todo o território nacional, 24 horas todos os dias de forma gratuita.

Amor. É a palavra, é a ação que liberta. Sentir-se importante para alguém proporciona forças para superar qualquer problema. (Mathias, Moacir)

Referências:

Guia de Orientações do Comandante, Exército Brasileiro, 2ª edição, 2018.

Motooka, Paulo Augusto Leite e Tasso, Silvia Maria Silva. Mais um caso de suicídio na PM, terceirizar a culpa ou buscar soluções.

(*) É Coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Comandante do Policiamento de Área Metropolitano 1 Centro/SP, Professor de Direito Penal e Prática Jurídica Penal e associado da DEFENDA PM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *