MAIS UM CASO DE SUICÍDIO NA PM – TERCEIRIZAR A CULPA OU BUSCAR SOLUÇÕES?

Associação dos Oficiais Militares do Estado de São Paulo em Defesa da Polícia Militar

MAIS UM CASO DE SUICÍDIO NA PM – TERCEIRIZAR A CULPA OU BUSCAR SOLUÇÕES?

(*) Silvia Maria Silva Tasso

(**) Paulo Augusto Leite Motooka (colaborador)

O suicídio é a busca da morte, como uma libertação para o sofrimento que se torna insuportável. Esta ação voluntária e intencional parte do ponto de vista que a morte significa a salvação e livramento de uma dor insuportável, um mergulho no nada, visão esta acentuada pelo viés materialista que envolve a nossa civilização que desestrutura os relacionamentos afetivos e despersonaliza as pessoas.

Não caberá aqui falar sobre as formas de suicídio ou suas causas, mas propor uma reflexão sobre como anda sua saúde mental e das pessoas que estão a sua volta. Como você identifica que alguém está precisando de ajuda.

A tecnologia, ao mesmo tempo que facilitou a aproximação de pessoas, em diversas partes do mundo, acabou afastando as pessoas mais próximas. O ser humano vive no seu próprio mundo, não real, não afetivo, não acolhedor, mas precipuamente virtual: as viagens das celebridades, os relacionamentos milionários, a ostentação de objetos caríssimos, o espaço das redes sociais que pode-se falar o que quer e nunca, nunquinha admite-se retaliação, dentro daquele grupo polarizado….e assim vai vivendo de fantasias.

Tempos de escassez de alguns valores? Talvez! Ah! Se houvesse mais aceitação, compreensão, tolerância, afetividade, humildade para ouvir com empatia e sem julgamentos, priorizando o amor ao próximo, entendimento, respeito, dentre tantos outros, talvez o mundo pudesse ser melhor.

Se você que está lendo isto, possui valores humanistas que contemplam os sentimentos das pessoas, continue a ampliá-los, a disseminar palavras que elevam a auto-estima daquelas que estão a sua volta. Agora, se você está lendo isto e está se sentindo incomodado, impaciente e não vendo sentido algum, pois acredita que sempre sabe tudo, que não consegue se colocar no lugar do outro, compreendendo o problema e buscando soluções, julgando o próximo pela aparência ou por apenas um fato, sentindo raiva das pessoas, ainda há tempo de mudar e salvar vidas!! Pratique o bem, ajude o próximo, começando com o ensinamento de Jesus Cristo: AMAI AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO!

E, o que tudo isso tem a ver com suicídio de policiais militares? Você, Policial Militar, pode ser um anjo operando soluções na vida de alguém, identificando sinais de sofrimento, tendo atitude para buscar ajuda com profissionais que de forma direta ou indireta possa ouvir, acolher e amparar seus irmãos de farda.

A Polícia Militar tem sim recursos para auxiliar na prevenção ao suicídio – mas é importante que seu olhar em relação à saúde mental seja ressignificado e que você possa mudar seu pensamento em relação as outras pessoas, mudando primeiramente a forma de interpretar as informações, sem julgamentos, que chegam a você, “pois de nada adianta ser luz, se não for para iluminar a vida das pessoas” (Walt Disney).

“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.” (Carl Jung)

(*) É Major da Polícia Militar e associada da DEFENDA PM

(**) É Coronel da Polícia Militar de São Paulo e associado da DEFENDA PM

%d blogueiros gostam disto: