Destaques Home, Notícias

ASSEMBLEIA APROVA MUDANÇAS ESTATUTÁRIAS. CEL MILER É PRESIDENTE DE HONRA.

Mais de 100 associados da DEFENDA PM participaram da Assembleia Geral realizada na manhã de 12 deste mês em São José do Rio Preto. Todas as alterações estatutárias propostas pela Diretoria Executiva, que precisavam ser chanceladas pelos associados, foram aprovadas por unanimidade. Assim que o novo Estatuto estiver registrado, será publicado no site da Associação (www.defendapm.org.br).

Uma parte extensa da reunião foi dedicada à Assistência Jurídica da DEFENDA PM, agora ampliada. O Escritório Ramos Militar faz a defesa dos associados em casos de prisão em flagrante delito, nas audiências de custódia, em IPM, processos no TJM e na Justiça Comum, processos com possibilidade de aplicação de sanção exclusória e também em processos de inatividade e pensões. Todos estes serviços são gratuitos para os associados.

A Assembleia também aprovou a indicação da Diretoria Executiva de agraciar o Cel PM Elias Miler da Silva com o título de “Presidente de Honra” da Associação. Foi entregue a ele uma placa comemorativa, e à esposa Inaílde uma orquídea. O presidente da DEFENDA PM disse que a homenagem traduz a gratidão de todos os associados pelo esforço, dedicação e trabalho na defesa da Polícia Militar do Estado de São Paulo e dos policiais militares, o que também foi expresso na placa comemorativa.

“Não mudamos o mundo apenas com ideias em nossas mentes. Precisamos de muita fé e convicção em nossos corações e longas batalhas. A DEFENDA PM concede o título de “Presidente de Honra” ao Cel PM Elias Miler da Silva em reconhecimento ao eterno guardião dos militares estaduais no parlamento brasileiro.”

Duas palestras encerraram a Assembleia. A primeira foi do Cel PMMG Márcio Ronaldo de Assis, vice-presidente da FENEME – Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (à qual a DEFENDA é filiada). Ele falou dos objetivos da Federação, do trabalho realizado em Brasília junto aos parlamentares, e da agenda 2022, que está voltada para as eleições. A FENEME vai orientar suas filiadas para buscar aproximação com os organizadores das campanhas do Executivo para as necessárias interlocuções. Vai aconselhar a participação de militares estaduais nas equipes dos candidatos para evitar a concentração de esforços em um candidato apenas. Este será o principal ponto.

A palestra de encerramento foi proferida pelo agora “Presidente de Honra” da DEFENDA PM, Cel Elias Miler da Silva, que é também diretor de assuntos legislativos da FENEME. Ele fez um resumo dos seus 27 anos de atuação no Parlamento, sempre em defesa da Polícia Militar, e comentou todos os projetos em andamento que afetam as polícias, corpos de bombeiros e policiais militares. Miler já havia abordado estes assuntos na reunião da FENEME, realizada dois dias antes, em Brasília.

Ao encerrar a Assembleia, o presidente da Diretoria Executiva, Cel PM Luiz Gustavo Toaldo Pistori, disse que a DEFENDA PM não é uma associação “mais do mesmo” a exemplo de outras que tem como foco o recreacionismo. “A DEFENDA nos representa”, salientou. “Tampouco somos sindicato; nós defendemos a Polícia Militar”, acrescentou. O presidente também relembrou sua fala na reunião da FENEME, quando informou aos outros dirigentes sobre as péssimas condições de trabalho dos policiais militares paulistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *