Parlamentares

A QUEM INTERESSA O FIM DAS PM’S?

Os leitores deste texto talvez não tenham se dado conta, ainda, que existem grupos em
nossa sociedade que querem a extinção das Polícias Militares, nem do por quê de tal objetivo.
Vale a pena fazer uma pequena análise dos elementos que nos levam a tal afirmação, para
que não se transforme em mais uma “teoria da conspiração”.

Existe, há algum tempo, um refrão cantado em manifestações realizadas por ativistas
da esquerda política, que ganhou maior amplitude a partir do ano de 2013, no movimento “Não
vai ter Copa”, que diz:- “não acabou, vai acabar, eu quero o fim da Polícia Militar!”. Ao mesmo
tempo, esses ativistas criam factóides e editam imagens com o claro objetivo de denegrir a
imagem das PM’s, atacam com violência Policiais Militares e divulgam somente o revide, que é
somente a autodefesa dos agentes vitimados. Tentam com isso passar para a população em
geral uma noção de violência intrínseca às Polícias Militares do Brasil. Soma-se também, a
divulgação massiva de um número ínfimo de excessos ou de crimes cometidos por poucos de
seus agentes, feita especialmente pela grande mídia, já que tais fatos geram grande
repercussão e audiência. Mas, por que fazem isso?

Em primeiro lugar, cabe à Polícia Militar a manutenção da ordem pública, esse talvez o
maior fardo que recai sobre a Instituição, não havendo qualquer possibilidade dele se furtar,
uma vez que isso está posto na Constituição Federal. Ora, mas se não coubesse à PM, de
quem seria a missão? Em todas as sociedades organizadas existe esse princípio moderador
baseado nas leis, e mais, a ordem pública não trata somente de manifestações populares, mas
também da resolução de conflitos entre indivíduos, do combate à criminalidade e da
preservação física das pessoas em casos acidentes ou catástrofes. Em seguida, conforme a
mesma Carta, temos que nos lembrar que os Militares não podem ser filiados a partidos
políticos, ficando implícita a neutralidade política da Instituição.

Eis o ponto. Caso as Forças de manutenção da Ordem Pública deixem de ser militares,
passam a sofrer ingerência política, passando da imparcialidade, pressuposto da democracia, a
tendenciosidade, ficando a força responsável pela manutenção da ordem pública injusta nas
suas ações, subserviente a um líder ou grupo, o que permitiria, por exemplo, que o grupo “a”
fizesse uma manifestação pública, ao mesmo tempo em que impediria o grupo “b” de agir da
mesma maneira, independente da legalidade do ato.

Então, atacando e denegrindo as Polícias Militares, as desacreditando perante a opinião
pública e incentivando atos violentos contra seus agentes, essas pessoas ou grupos buscam
criar o caos, para, nesse momento, aparecerem como salvadoras da pátria, criando uma nova
força, desapegada da legislação e totalmente submetida às suas vontades. Caso isso ocorra,
seria o fim da nossa sociedade e o nascimento de uma era de terror e medo, que só interessa
aos amantes das ditaduras.

Senhoras e senhores, fiquem atentos às pessoas que pedem o fim das PM’s, levantem
o véu das suas intenções. Por fim, acreditem, todos os Policiais militares querem uma sociedade justa e segura para todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *