EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL Nº 02/2017 

Na condição de Presidente da Associação de Oficiais Militares do Estado de São Paulo – Defenda PM, com fulcro no Artigo 7, parágrafo 8°, do Estatuto Social, tenho a grata satisfação de convidar Vossa Senhoria para a Segunda Assembleia Geral, a ser realizada no Auditório COPOM, dia 06 (seis) de março de 2017, segunda-feira, situado na Rua Ribeiro de Lima, 158 – Bom Retiro, São Paulo – SP, CEP 01122-000, às 19:00h. 

A assembleia atenderá à seguinte Ordem do Dia: 

1. Exposição sobre a associação em Geral e sua importância; 

2. Revisão do Estatuto Social e votação das eventuais alterações; 

3. Eleição e posse de membros substitutos de cargos da Diretoria Executiva; 

4. Eleição e posse de membros substitutos do Conselho Deliberativo; 

5. Aprovação das contas do exercício de 2016 pelo Conselho Fiscal; 

6. Breve exposição sobre a assessoria de imprensa e de marketing;

7. Breve exposição sobre a assistência jurídica; e

8. Outros assuntos pertinentes. 

Conto com a presença de todos. 

São Paulo, 24 de fevereiro de 2017.
     

         Elias Miler da Silva

Presidente da DEFENDA PM

JUSTIÇA: UM SIMPLES TEXTO PARA ENTENDER O QUE É

 

(*) Autoria desconhecida

 

Esses dias recebi um texto, cujo autor desconheço, que retrata, de forma muito simples e didática, o verdadeiro conceito de JUSTIÇA, do qual compactuo na íntegra as sábias palavras e aproveito para compartilhar aos nobres leitores.

“Primeiro dia de aula, o professor de ‘Introdução ao Direito’ entrou na sala e a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:

– Qual é o seu nome?

– Chamo-me Nelson, Senhor.

– Saia de minha aula e não volte nunca mais! – gritou o desagradável professor.

Nelson estava desconsertado. Quando voltou a si, levantou-se rapidamente, recolheu suas coisas e saiu da sala.

Todos estavam assustados e indignados, porém ninguém falou nada.

– Agora sim! – vamos começar.

– Para que servem as leis? Perguntou o professor – Seguiam assustados ainda os alunos, porém pouco a pouco começaram a responder à sua pergunta:

– Para que haja uma ordem em nossa sociedade.

– Não! – respondia o professor.

– Para cumpri-las.

– Não!

– Para que as pessoas erradas paguem por seus atos.

– Não!

– Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?

– Para que haja justiça – falou timidamente uma garota.

– Até que enfim! É isso, para que haja justiça.

E agora, para que serve a justiça?

Todos começaram a ficar incomodados pela atitude tão grosseira.

Porém, seguíamos respondendo:

– Para salvaguardar os direitos humanos…

– Bem, que mais? – perguntava o professor.

– Para diferençar o certo do errado; para premiar a quem faz o bem…

– Ok, não está mal, porém respondam a esta pergunta:

´Agi corretamente ao expulsar Nelson da sala de aula?´

Todos ficaram calados, ninguém respondia.

– Quero uma resposta decidida e unânime!

– Não! – responderam todos a uma só voz.

– Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?

– Sim!

– E por que ninguém fez nada a respeito? Para que queremos leis e regras se não dispomos da vontade necessária para praticá-las? Cada um de vocês tem a obrigação de reclamar quando presenciar uma injustiça. Todos. Não voltem a ficar calados, nunca mais!

Vou buscar o Nelson – Disse. Afinal, ele é o professor, eu sou aluno de outro período.

Aprenda: Quando não defendemos nossos direitos, perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia.

O povo é forte, juntos somos mais do que eles, pagar a conta do que eles fazem é demais.

Sei que quase ninguém leu até o fim, mas serve para o que estamos passando hoje na política do Brasil.

Precisamos tomar as rédeas do nosso país

Estamos à deriva, jogados, sem ninguém por nós.

Estamos pensando no carnaval. Preparem-se, pois quando passar o carnaval só virá ‘bomba!’ ”

 

AJUDE A REPASSAR! FAÇA COM QUE A INDIGNAÇÃO DE TODOS CESSE “A INDIGNA AÇÃO” DOS USURPADORES DO NOSSO PAÍS!

 

(*) Texto de autoria desconhecida e republicado pelo Coronel da Reserva da Polícia Militar de São Paulo Elias Miler da Silva, Presidente da Associação “DEFENDA PM”

www.defendapm.org.br

ESCLARECIMENTOS AOS ASSOCIADOS DA DEFENDA PM

DEFENDA PM – ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES DO ESTADO DE SÃO PAULO EM DEFESA DA POLÍCIA MILITAR 

(*) Elias Miler da Silva

Nos últimos dias, estive em São Paulo na reunião do Comando Geral da PMESP com os Policiais Militares eleitos para a legislatura dos municípios de São Paulo. Aproveitando a viagem, divulguei as ações e intenções da DEFENDA PM para todos os Oficiais da Baixada Santista e, na data de ontem, fui recebido pelo Deputado Estadual Pedro Tobias, com grande influência no cenário político estadual, para tratar de temas importantes à nossa Instituição, principalmente a Previdência. 

Retornei a Brasília na data de ontem, a fim de dar o suporte para a delegação de Oficiais da PMESP no Congresso Nacional, tendo em vista que a Comissão Especial da Previdência foi instalada e necessita de nosso acompanhamento constante. 

Na data de hoje, verifiquei que algumas entidades representativas dos Policiais Militares de São Paulo foram recebidas pelo Secretário de Segurança Pública para tratar de assuntos atinentes à previdência e reajuste salarial, sem que houvesse a participação da DEFENDA. Tendo em vista que a DEFENDA não foi formalmente cientificada, imediatamente fiz contato com o Comando Geral, o qual pediu sinceras desculpas pela ausência da nossa Associação em importante reunião, por ter se esquecido de avisar para que outro representante me substituísse, empenhado junto ao Congresso Nacional. O Comandante Geral disse que apoia a DEFENDA e que esta será convocada e participará de todas as futuras reuniões de interesse institucional. 

A DEFENDA PM está atenta e verificando as melhores estratégias para representar nossos associados com o valor que merecem, pois nosso comprometimento é com a verdade e com os reais interesses dos nossos 931 associados.                                                

(*) É Coronel da Reserva da Polícia Militar e Presidente da Associação “DEFENDA PM”

www.defendapm.org.br