NOTA DE ESCLARECIMENTO DA DEFENDA PM SOBRE AS ELEIÇÕES NA AOPM

A DEFENDA PM vem se manifestar publicamente que sempre buscou, desde que foi idealizada, a parceria com a AOPM (Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo), na defesa dos direitos e prerrogativas dos Oficiais Militares do Estado de São Paulo, bem como da nossa Gloriosa Polícia Militar.

Em tal sentido, queremos deixar público que, desde o início do processo eleitoral na AOPM, a DEFENDA manteve-se isenta, uma vez que não houve deliberação no sentido de apoiar nenhuma das duas chapas, portanto nenhum associado foi autorizado a se manifestar em nome da DEFENDA PM, vinculando-a ao processo eleitoral supracitado, independentemente da predileção pessoal por uma chapa. E isso foi cumprido integralmente!

Acrescenta-se que na última assembleia da DEFENDA, vários parlamentares e representantes das duas chapas estavam presentes e foi aberta a palavra para manifestação, tendo o Coronel Carlos Alberto de Camargo, Presidente do Conselho Deliberativo da DEFENDA, lido uma carta do candidato a presidente da CHAPA LEAIS CAMARADAS.

Como temos vários sócios da DEFENDA que também são sócios da AOPM, individualmente ninguém poderia ter o seu direito de voto e manifestação limitado, desde que não utilizasse o nome da DEFENDA, e isso foi cumprindo integralmente, tanto é verdade que este presidente parabenizou a Diretoria eleita logo após o processo eleitoral.

Alguns associados da AOPM, em nome próprio e sem utilizar nenhuma denominação da DEFENDA, ingressaram em juízo demonstrando possíveis ilegalidades no processo eleitoral, o que foi acolhido pelo juiz que concedeu liminar e impediu a assunção da nova Diretoria. Assim sendo, a questão está sub júdice e estamos esperançosos que a Justiça defina rapidamente a referida contenda, a favor de quem quer que seja, para que, juntos, possamos atuar, dentro das premissas que sempre defendemos.

O que buscamos, desde o início dos nossos trabalhos, foi congregar os Oficiais, especialmente aqueles que não eram associados a nenhuma entidade, num esforço de defesa institucional e representatividade dos Oficiais. 

Essa demanda é verdadeira e isto ficou demonstrado, pois, com 7 meses de criação, já somos quase 1.300 Oficiais, da ativa e da reserva, de todos os postos, inseridos em todos os rincões do nosso Estado.

Enfim, qualquer que seja o resultado da disputa pelos cargos da Diretoria da nossa coirmã AOPM, estaremos sempre abertos ao diálogo, dentro dos princípios basilares da DEFENDA PM, afinal, como diz nosso lema, “Somente Juntos Seremos Mais Fortes”!
http://defendapm.org.br

0 resposta para “NOTA DE ESCLARECIMENTO DA DEFENDA PM SOBRE AS ELEIÇÕES NA AOPM”

  1. Que cara de pau, quantas mentiras.Se já existe há mais de 85 anos a Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo e se ele defende Que UNIDOS Serenos Mais Fortes Qual a razão de criar mais uma Associação de Oficiais, Belo exemplo para os jovens Oficiais e para o futuro? Qual o motivo de não terem sido convidados para se Associarem na AOPM??? principalmente pela grande quantidade de Associações, Mais de. CINQUENTA? SE O PRESIDENTE da Defenda Cel Miler foi candidato pela Chapa 01 e perdeu a eleição por uma grande diferença onde nós parece terem repudiado a Chapa do Cel Miler, Presidente dá Defenda e Chefe de Gabinete do Deputado Federal Major Olímpio.

  2. Que nobre missão ! Meus parabéns defenda! Com certeza estou feliz em contribuir todos os meses. Até o próximo pagamento

  3. Por que a Defenda PM?
    Porque ela se preocupa com o Oficial do Interior do Estado, que têm que se afastar da família e perder parte significativa de seus salários em deslocamentos, enquanto muitos (não todos) constroem suas vidas na Capital, com inúmeras oportunidades de subsidiar seus proventos.
    Porque a Defenda PM preocupa-se com o Tenente, subjugado pelos Delegados de Polícia nos DPs da periferia, enquanto um gama de Oficiais ignoram isso e se assentam em elitizar uma pequena casta.
    Porque a Defenda PM é integrada por Oficiais da ativa focados nos acontecimentos que ameaçam a Instituição e querem ter voz para seus pleitos, mas não encontraram até agora quem os ouvisse.
    Porque a Defenda PM não busca privilégios pessoais dentro e fora da Corporação, posições que devem emergir naturalmente em face da competência e não pelo tipo de sangue do Oficial.
    Os adormecidos, absortos em canapés e quadras de tênis, agora tentam deturpar ideais nobres, tecendo críticas sem o mínimo conhecimento de causa.

Deixe uma resposta