POLÍCIA MILITAR E A DEFESA DA DEMOCRACIA

(*) Adriano Aranão

Nos momentos de dificuldades descobrimos quem realmente está do nosso lado, quem realmente é nosso amigo. Este ditado da sabedoria popular representa uma verdade inegável. 

No dia 28/04, mais uma vez, a Polícia Militar demonstrou que está ao lado da democracia e que é amiga do cidadão de bem. 

O exercício do direito de greve e de manifestação são constitucionalmente conferidos a todos os cidadãos, pouco importando a orientação político-ideológica. À Polícia incumbe garantir o exercício deste direito, desde que exercido dentro dos limites democráticos. E foi exatamente isso que a Polícia Militar fez naquela data.   

Durante todo o dia centenas de manifestações foram realizadas em vários locais do Estado de São Paulo e em cada um deles ali estava presente a Polícia Militar para garantir o exercício democrático dos direitos dos cidadãos, de todos os cidadãos.

Exatamente isso: de todos os cidadãos! Daqueles que ordeira e pacificamente queriam manifestar sua insatisfação com as reformas que estão sendo propostas pelo Governo Federal e também daqueles que não queriam.

Evidentemente que esta missão não é nem um pouco fácil. Falar em harmonização de direitos fundamentais na teoria, sob a tranquilidade e a segurança dos gabinetes de ar refrigerado e com o apoio dos mais renomados autores, é algo bem diferente de harmonizar direitos fundamentais na prática, sob a tensão do conflito e dos riscos que advém de toda decisão.

Mais uma vez a Polícia Militar demonstrou toda a sua competência profissional e reafirmou o seu compromisso democrático. Garantiu o exercício do direito de manifestação e, quando houve excesso, atuou com a firmeza necessária para restabelecer a ordem pública e garantir o exercício dos direitos daqueles que não queriam participar da manifestação. 

Sinto-me orgulhoso de ser POLICIAL MILITAR! Sinto orgulho da POLÍCIA MILITAR! 

E você?…bem…VOCÊ PODE CONFIAR NA POLÍCIA MILITAR!
(*) É Major da Polícia Militar e Associado da Defenda PM.

www.defendapm.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *