CICLO COMPLETO DE POLÍCIA: O “POUPATEMPO” DA SEGURANÇA PÚBLICA

Resumo
Major PM Fábio Rogério Candido

Major PM Fábio Rogério Candido

O presente artigo foi extraído de pesquisa científica realizada pelo autor, a respeito do Ciclo Completo de Polícia, no intuito de se estabelecer no Brasil, um modelo policial fundamentado nos registros das situações de flagrante de delito comum, pela Polícia Militar. Analisado o panorama atual, constata-se a ineficiência investigativa da polícia estadual, que está relacionada à sobreposição de atribuições das agências policiais (Polícia Militar e Polícia Civil), determinada por um modelo policial dicotômico, instalado no nosso país, por meio de fatos e fenômenos históricos, políticos e jurídicos, estabelecendo-se um padrão único diante da realidade policial dos demais países democráticos. Apresenta-se, assim, como solução à problemática apresentada, uma concepção do chamado Ciclo Completo de Polícia, como forma de modernização do nosso modelo policial, diante da análise das peculiaridades constitucionais e legais brasileiras, bem como da expertise da Polícia Militar, que a credencia para um passo mais largo dentro do sistema de persecução criminal. Concebe-se neste artigo, um novo modelo policial brasileiro, em que a Polícia Militar é reconhecida, pela autoridade que seus agentes já possuem, para atuar também após o crime, jamais com sentido investigatório. Diante do modelo policial proposto, adviriam diversos benefícios, dentre eles o do atendimento mais eficiente e célere por parte das agências policiais, revelando-se como um verdadeiro “poupatempo” da segurança pública para o cidadão, que é o destinatário final dos serviços públicos, estes carecedores de melhoria contínua.
Palavras chave: Polícia Militar; Segurança Pública; Ciclo Completo de Polícia.

Leia o artigo completo aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *